626 – Gremlins (1984)

1984 / EUA / 106 min / Direção: Joe Dante / Roteiro: Chris Columbus / Produção: Michel Finnel, Kathleen Kennedy, Frank Marshall, Steven Spielberg / Elenco: Zach Galligan, Phoebe Cates, Dick Miller, Corey Feldman, Hoyt Axton

Acho que nunca vai existir um filme como “Gremlins“, além de ter sido feito na época certa. Ele acerta duas vezes ao ter boas pessoas no comando. Primeiro é a direção de Joe Dante que consegue transformar um filme simplório de natal em um verdadeiro pavor natalino e segundo é o roteiro de Chris Columbus que é simplesmente espetacular e também conseguiu marcar uma geração de fãs.

Já comentei em algumas resenhas que tem filmes que nos marcam de um jeito que quando assistimos novamente, lembramos de tudo como se fosse a primeira vez. Meu caso foi quando apareceu um monte de vídeo VHS pirata em casa, entre ela estava algumas produções que me marcaram muito como “Robin Hood – O Príncipe dos Ladrões” de 1991 com o Kevin Costner e também “Gremlins” que me assustou bastante. Só que não foi a primeira parte e sim a segunda de 1990.

Mas voltando a falar da direção, nesse caso vemos como Joe Dante trabalha de um jeito que é para nos impressionar mesmo. Lembrando dos seus filmes anteriores como os clássicos “Piranha” de 1978, o excelente “Gritos de Horror” de 1981, onde considero um dos melhores filmes de lobisomens já feitos e também os clássicos de “Sessão da Tarde” como “Viagem ao Mundo dos Sonhos“, ” Viagem Insólita“, ” Meus Vizinhos são um Terror” e também ” Pequenos Guerreiros“. Acho que a química entre ele e o roteirista Chris Columbus deu certo, porque os dois tem uma pegada um mais “teen” nas suas obras, mas mesmo assim não trata o publico como imbecil e assim vemos como eles conseguiram trazer a tona esses artifícios para o filme.

Como eu disse sobre o roteiro de “Gremlins”, ele é genial porque consegue criar várias mitologias para as suas criaturas e assim ficou gravado na “Cultura POP“, como suas regras que vão desde ”Nunca colocá-lo diante da luz forte e muito menos na luz solar, que pode matá-lo“, “Nunca molhá-lo” e também a regra mais importante de todos que é a regra principal, “Nunca o alimente após a meia-noite, mesmo que ele chore ou implore“. E é claro que todas essas regras são quebradas e assim começa o verdadeiro inferno.

O filme começa quando Rand Peltzer (Hoyt Axton) ao tentar dar um presente natalino para seu filho, Billy Peltzer (Zach Galligan), compra em Chinatown um Mogwai, um ser aparentemente gracioso. Mas o dono, um velho chinês, não queria vendê-lo por dinheiro nenhum, pois ter um Mogwai envolve muitas responsabilidades. Entretanto, o neto do ancião o vende por duzentos dólares e diz as regras essências para ter um Mogwai: nunca colocá-lo diante de uma luz forte e muito menos na luz solar, que pode matá-lo; nunca molhá-lo e, a regra principal, nunca o alimente após a meia-noite, mesmo que ele chore ou implore. Rand ouve o aviso sem dar a devida importância e leva o Mogwai para sua casa em Kingston Falls, uma pequena cidade. Paralelamente, Billy trabalha como caixa de banco e sofre com as exigências de Ruby Deagle (Polly Holiday), uma cliente igualmente rica e antipática. Além disto tem de aturar o pedante Gerald (Judge Reinhold), que quer usar sua posição para conquistar Kate Beringer (Phoebe Cates), a namorada de Billy. Quando Billy recebe o presente fica maravilhado, mas as regras não são respeitadas. Assim, quando é molhado o Mogwai se multiplica assustadoramente e, alimentados após a meia-noite, se tornam criaturas más, que aterrorizam a cidade.

Vale a pena citar que “Gremlins” tem a produção de Steven Spielberg que dá aquele ar mágico para a obra, sem contar claro a magia da bilheteria já que a produção custou 11 milhões de dólares e rendeu no final 153 milhões. Outro fator importante é que nessa ano em que o filme foi feito entraria para a industria como o famosos verão de 1984 para os americanos onde estreavam alguns filmes importantes como “Indiana Jones e o Templo da Perdição“, “Os Caça-Fantasmas” e também “Karate Kid” e “Conan – O Destruidor“. Simplesmente o melhor verão de todos.

Nota: 

Baixe o filme com legenda Aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *